O quali para a última etapa da temporada 2017 da Porsche Império GT3 Cup em Interlagos coroou pilotos que já têm no currículo títulos com os carros de corrida mais produzidos no planeta. Etapa decisiva dos títulos de Endurance e Overall, a corrida de 500 km tem largada programada para 14h40. A prova será transmitida na íntegra pelo Sportv 3.

Na pole sai o Porsche #3, de Sergio Jimenez e Rodrigo Baptista. Rodrigo é o campeão de sprint da temporada (com sete vitórias), vem de vitória com Jimenez na última etapa de endurance, com quem venceu também a corrida de 500 km do ano passado. Baptista foi o mais veloz de seu grupo no quali, e a seguir Jimenez confirmou o bom acerto do carro e foi também o mais veloz no grupo B.

O carro da Shell Racing, com Lico Kaesemodel e Ricardo Zonta, completa a primeira fila. Eles venceram a corrida de abertura do campeonato de endurance no Velo Città e também são candidatos ao título das provas de longa duração da Porsche Império GT3 Cup.

Completam o top5 no grid os carros das duplas Ricardo Baptista/Valdeno Brito, JP Mauro/Felipe Fraga e a dupla internacional do ítalo-panamenho Marcus Vario com o norueguês Dennis Olsen –piloto de fábrica da Porsche, revelado pelo programa de desenvolvimento de talentos da montadora.

Pela classe Challenge, o domínio foi do campeão overall de 2016, Eloi Khouri, que acelera em Interlagos em dupla com Diego Nunes.

Em segundo lugar sai o carro dos campeões de endurance do ano passado, Rodrigo Mello e Tom Filho. Nesta prova de 500 km, os competidores regulares do carro #19 têm a companhia de João Gonçalves, que foi decisivo na parte final da tomada de tempo para colocar o carro na primeira fila.

Vencedores da classe em Goiânia, o atual campeão de endurance da Cup, Alan Hellmeister, e Luca Seripieri largam em terceiro lugar. Completam o top5 os carros de Laszlo Piquet, Paulo Totaro e Ronaldo Kastropil e o bólido #80, compartilhado por Nando Elias e Rouman Ziemkiewicz.

A exemplo das outras corridas de endurance do calendário, a prova mais longa do calendário tem representantes de currículos expressivos em outras categorias, casos de Felipe Nasr, Daniel Serra, Felipe Fraga, Cacá Bueno, Marcos Gomes, Bia Figueiredo, Ricardo Maurício, Lucas Foresti, Nonô Figueiredo, Bruno Baptista, Fabio Carbone, Thomas Preining e Justin Allgaier –que volta a acelerar o Porsche em dupla com Miguel Paludo no carro #7 patrocinado pela Brandt.

A corrida terá cinco pit-stops obrigatórios de no mínimo seis minutos para cada carro. Todos os pilotos precisam fazer ao menos dois stints, de duração máxima de 38 minutos.

A definição da ordem dos revezamentos de cada tripulação e sua dinâmica de paradas nos boxes é de inteira atribuição dos pilotos e seus estrategistas. E, no melhor estilo das corridas longas de Le Mans, os carros das classes Cup e Challenge vão para a pista simultaneamente.

Além do Sportv3, a prova é exibida ao vivo pelos canais da Porsche Império GT3 Cup no Facebook e Youtube, bem como no portal Grande Prêmio.

 

Os qualis

Challenge – Grupo A

A primeira parte da classificação da classe Challenge teve um piloto dominante. Do início ao fim da atividade de dez minutos, Eloi Khouri não deu muitas chances aos principais adversários. E rodou volta mais rápida atrás de volta mais rápida.

Se logo no primeiro girou ele marcou 1min42s560, ele terminou a atividade quase dois segundos mais veloz. E assim foi o mais rápido de seu grupo, com 1min40s821. Foi o único a baixar de 1min41s.

Com um grande desempenho, o vice-líder do campeonato, Marcus Peres mostrou que vem com tudo para a disputa pelo título da Endurance Series. Ele terminou a atividade na segunda posição, com 1m41s598.

Em seguida, vieram: Rodrigo Mello e Laszlo Piquet, filho do tricampeão mundial da F1 e irmão de Nelsinho e Pedro Piquet, que faz sua estreia na Porsche Império GT3 Cup e em corridas de automóveis, já que ele disputa normalmente competições de moto.

 

Cup – Grupo A

Ainda não era a corrida, mas não faltaram disputas e troca de posições na primeira parte da classificação da classe Cup, em Interlagos. Os dez minutos de atividade foram muito equilibrados do início ao fim, com uma troca constante de pilotos na primeira colocação.

Lico Kaesemodel, Ricardo Baptista, Sylvio de Barros e Rodrigo Baptista se revezaram diversas vezes na frente. Sempre com um tempo mais parecido com o do outro. Até que, nos segundos finais, Rodrigo mostrou o motivo de ter sido campeão do campeonato de Sprint ao ficar com a melhor marca, em 1m36s756. Foi o único a andar abaixo de 1m37.

Quem surpreendeu e deu as caras no fim da atividade foi Marçal Müller, que terminou na segunda colocação, seguido por Lico Kaesemodel, Sylvio de Barros e Marcus Vario para fechar o top 5.

 

Challenge – Grupo B

Logo no início da fase final da classificação da classe Challenge, Lucas Peres fez a melhor volta. Mas a marca na casa de 1min42s logo começou a ser batido pelos demais pilotos. Até Alan Hellmeister, companheiro de Luca Seripieri, com quem lidera o campeonato, baixou para a casa de 1min40s, com 1min40s526. Tal marca não seria mais batida por nenhum competidor.

A disputa passou a ser pelo segundo lugar no grupo e também pelas primeiras colocações na média. João Gonçalves, que forma o trio com Rodrigo Mello e Tom Filho, foi o segundo mais veloz, o que garantiu a segunda posição na classe.

Isso porque, o primeiro lugar já estava praticamente garantido para Eloi Khouri e Diego Nunes. Nunes teve trabalho apenas para manter a média do companheiro para garantir a pole – ele foi o quarto no Grupo B.

A segunda posição no grid na média ficou para o trio João Gonçalves, Tom Filho e Rodrigo Mello.

 

Cup – Grupo B

Lucas Foresti foi o primeiro a baixar da marca de 1min40s na segunda parte da classificação da classe Cup, com 1min39s376. Um tempo que estava longe das melhores marcas.

Com um pouco mais de três minutos para o fim da atividade, diversos pilotos passaram a girar na marca de 1min37s, sendo que o norueguês Dennis Olsen chegou a assumir a ponta por alguns momentos.

Assim como na primeira parte da atividade, a disputa foi intensa pela primeira colocação. Felipe Fraga, então, foi o primeiro a baixar de 1min37, para fazer 1min36s942. Um ótimo tempo, que não garantiu o primeiro posto, que logo foi superado por Sérgio Jimenez (1min36s681) e Ricardo Zonta (1min36s939).

Tal marca garantiu a pole position para Jimenez e seu companheiro Rodrigo Baptista. Vale lembrar que eles já tinham largado em primeiro na segunda etapa da Endurance Series, em Goiânia (GO).

 

Declarações dos pilotos

“A pista está muito diferente em relação ao fim de semana da Fórmula 1. Acho que a borracha dos pneus da Fórmula 1 atrapalha um pouco. Agora, a pista está um pouco mais rápida. Consegui achar a volta perfeita, não errei nenhuma curva, nenhum trecho. Demorou um pouco, mas quando encaixou veio uma volta boa”

Rodrigo Baptista

 

“Fizemos um ótimo trabalho, conseguimos economizar um pouco de pneu. Conseguimos testar algumas coisas, de asa e barra, são as únicas coisas que podemos mexer. Estamos muito contentes. Rodrigo Baptista fez uma volta espetacular, eu só confirmei. Deu para mostrar que estamos na briga. Neste sábado, são 500km, é muita coisa. Mas estamos concentrados, calmos. Vamos ter uma boa corrida. Estamos bem, o carro está bom. O carro se mostrou do jeito que a gente queria. Somos alguns dos caras que vão brigar pela vitória, com certeza”

Sérgio Jimenez

 

“O carro da Porsche é diferente de todos que eu já andei. Estava acostumado com o carro da Challenge, e essa é minha terceira prova com o carro da Cup. Até fiquei impressionado com a volta, acertei bem. Graças ao trabalho dos mecânicos, eu estava com o carro ótimo para a classificação. Fico muito feliz com o segundo lugar no grupo”

Marçal Müller

 

“A pista está melhor do que da etapa da Fórmula 1. Minha classificação em termos foi boa, fiz a terceira posição, mas estava olhando os dados, em uma volta que errei uma freada depois do Laranjinha, era três décimos mais rápido que em relação ao meu melhor tempo. Viramos no terceiro tempo, mas tinha potencial para virar mais rápido. De qualquer maneira, vamos tentar largar ali nas duas primeiras filas, que é o mais importante”

Lico Kaesemodel

 

“Ficamos entre os três primeiros colocados em todos os treinos, trabalhamos bastante no carro. O Lico Kaesemodel fez uma boa classificação. Estamos em segundo, é importante. Mas é uma prova longa, e a estratégia vale mais do que a classificação em si. Agora, é focar, ver o melhor ritmo, melhor estratégia de pit stop. É uma corrida que precisamos fazer cinco pit stops, exige mais da equipe. O esforço dos pilotos é maior também”

Ricardo Zonta

 

“O carro está muito bom, muito bem acertado. A pista está muito boa também. Acho que consegui dar uma volta perfeita, acredito que tirei o máximo que eu podia do carro. Estou muito contente”

Sylvio de Barros

 

“Estou muito feliz com o resultado, é minha terceira corrida com o carro da Cup. Estou muito confiante. Tive a oportunidade de ganhar a prova da Challenge da Fórmula 1 com o apoio da Hero, estou muito feliz. Esperamos ficar no top 3”

Marcus Vario

 

“É minha primeira vez aqui em Interlagos, gostei muito da pista. Fomos bem no classificatório. Conseguimos uma boa posição de largada, acredito que vamos estar fortes na corrida. Minha equipe é muito forte. É uma pista que é fácil aprender, mas é mais difícil achar os detalhes”

Dennis Olsen

 

“Desde os primeiros treinos, sabíamos que seria difícil conseguir a pole position. Estamos sofrendo um pouco com a velocidade de reta. A gente sempre fica por milésimos. O Rodrigo Baptista e o Sérgio Jimenez estão muito superiores, então, tínhamos de brigar pela segunda colocação. Melhor do que fizemos, não dava: largar em terceiro, em uma corrida longa. É bom largar novamente fora da confusão. Estou feliz com minha volta. É uma corrida longa, tudo pode acontecer. Vamos brigar pela vitória”

Valdeno Brito

 

“Foi bom. O Sérgio Jimenez e o Rodrigo Baptista devem ter achado alguma coisa diferente, porque somente eles viraram muito mais rápido. A briga depois ficou pelo segundo lugar. Estou feliz, o que importa é estar no mesmo ritmo dos outros. A corrida é longa. Esperamos pegar um top 3 para terminar o campeonato feliz. Temos um bom ritmo de corrida, esperamos fazer um bom resultado na Porsche, o que ainda não veio. Queria dar um bom resultado para a Hero que confiou em mim”

Felipe Fraga

 

“Me diverti. Acho que essa é a intenção também. Queria agradecer à toda equipe, aos engenheiros, à Movida e à Hero. Me esforcei bastante. Estou feliz. Um tempo atrás, quando entrei na categoria, tinha muita dificuldade na parte do miolo aqui em Interlagos. Por isso, me dediquei cada vez mais a fazer o miolo, tanto no simulador como no carro. Aprendi que é uma coisa prazerosa. Minha alegria é muito grande, fizemos a pole na Fórmula 1. Vamos torcer para dar tudo certo na corrida, é uma prova longa. Não é questão de ser o mais rápido. Espero que tenhamos sorte neste sábado e que não chova. Vamos torcer para vencer essa. A prova de Endurance está escapando sempre pelos dedos”

Eloi Khouri

 

“Nossa média foi muito boa. Como venho da Stock Car, tenho de carregar um peso absurdo. Então, é difícil ser competitivo. Graças ao Eloi (Khouri), nossa média foi boa. Agora, é concentrar na corrida e tentar levar essa”

Diego Nunes

 

“Gostei muito do meu tempo, melhor marca que já tive nessa pista de Interlagos. Mesmo nos primeiros treinos já vinha bem, com os pneus velhos. O carro está muito bom e rápido. Estamos com um acerto bom. Temos tudo para fazer uma corrida boa, sem se envolver em acidentes e quebras. Temos boas chances para o título”

Marcus Peres

 

“Estou animado, o carro está rápido, o time está entrosado. Fomos campeões ano passado pensando sempre na estratégia da corrida. Dessa vez, não tem dado muito certo, principalmente em Goiânia. O qualificatório foi bom, dentro do esperado. Temos de poupar mais o carro, não dá para abusar tanto. O foco está na corrida”

Rodrigo Mello

 

“Os treinos foram boms, treinei em Mogi Guaçu e Goiânia. Nunca tinha andado aqui. Vim evoluindo. No fim, a pista piorou, mas consegui baixar dois décimos. É muito bacana, diferente das motos, não estou mais acostumado a colocar cinto. Queria agradecer ao Dener Pires e a todos da equipe da Porsche GT3 Cup e à Michelin”

Laszlo Piquet
“Foi uma volta excepcional. Errei a marcha na descida do Lago, mas comecei a tomar coragem e sentei o pé no Mergulho e isso fez diferença. Foi excelente”

Rouman Ziemkiewicz
“Para evitar tráfego, virei no fim, mas encaixou no que seria a terceira volta do pneu. Não tinha muita noção do tempo, mas resolvi arriscar. Confesso que não esperava esse tempo. Baixou muito, foi bem legal”

João Gonçalves
“A classificação foi boa para a gente. Sempre queremos ficar com a pole position, mas sabíamos que nossa situação não seria fácil. Estamos bem parecidos com Goiânia. Tem uma dupla muito forte que é o Eloi Khouri e o Diego Nunes, sem desmerecer os outros e me incluo nesses outros. Vai ser uma corrida muito forte. É não fazer conta, acelerar e tentar ganhar. Esse é o segredo”

Alan Hellmeister

 

 

Cup – Classificação Final

1) Rodrigo Baptista/Sérgio Jimenez – 1m36s718

2) Lico Kaesemodel/Ricardo Zonta – 1m37s138

3) Ricardo Baptista/Valdeno Brito – 1m37s176

4) JP Mauro/Felipe Fraga – 1m37s183

5) Marcus Vario/Dennis Olsen – 1m37s205

6) Sylvio de Barros/Cacá Bueno – 1m37s224

7) Marçal Müller/Denis Navarro – 1m37s352

8) Tom Valle/Daniel Serra – 1m37s465

9) Kreis Jr/Giulio Borlenghi/Lucas Foresti – 1m37s498

10) Daniel Schneider/Thomas Preining – 1m37s552

11) Edu Azevedo/Ricardo Maurício – 1m37s666

12) Pedro Queirolo/Clemente Lunardi – 1m37s805

13) Carlos Ambrósio/ Felipe Nasr – 1m37s814

14) Miguel Paludo/Justin Allgaier – 1m37s884

15) Marcel Visconde/Werner Neugebauer – 1m37s925

16) Adalberto Baptista/Bruno Baptista – 1m37s991

17) Francisco Horta/Fabio Carbone/Guilherme Reischel – 1m38s111

18) Beto Leite/Nonô Figueiredo/Marcos Gomes – 1m38s374

19) Ramon Alcaraz/Bia Figueiredo/Beto Gresse – 1m38s667

20) Marcelo Stallone/Beto Posses/Rodolfo Ometto – 1m38s814

 

Cup – Classificação Grupo A

1) Rodrigo Baptista/Sérgio Jimenez – 1m36s756

2) Marçal Müller/Denis Navarro – 1m37s284

3) Lico Kaesemodel/Ricardo Zonta – 1m37s337

4) Sylvio de Barros/Cacá Bueno – 1m37s372

5) Marcus Vario/Dennis Olsen – 1m37s387

6) Ricardo Baptista/Valdeno Brito – 1m37s417

7) JP Mauro/Felipe Fraga – 1m37s425

8) Miguel Paludo/Justin Allgair – 1m37s571

9) Kreis Jr/Giulio Borlenghi/Lucas Foresti – 1m37s788

10) Tom Valle/Daniel Serra – 1m37s804

11) Pedro Queirolo/Clemente Lunardi – 1m38s019

12) Daniel Schneider/Thomas Preining – 1m38s152

13) Edu Azevedo/Ricardo Maurício – 1m38s188

14) Marcel Visconde/Werner Neugebauer – 1m38s197

15) Adalberto Baptista/Bruno Baptista – 1m38s449

16) Carlos Ambrósio/ Felipe Nasr – 1m38s544

17) Marcelo Stallone/Beto Posses/Rodolfo Ometto – 1m38s917

18) Francisco Horta/Fabio Carbone/Guilherme Reischel – 1m39s064

19) Ramon Alcaraz/Bia Figueiredo/Beto Gresse – 1m39s349

20) Beto Leite/Nonô Figueiredo/Marcos Gomes – 1m39s839

 

Cup – Classificação Grupo B

1) Rodrigo Baptista/Sérgio Jimenez – 1m36s681

2) Beto Leite/Nonô Figueiredo/Marcos Gomes – 1m36s910

3) Ricardo Baptista/Valdeno Brito – 1m36s936

4) Lico Kaesemodel/Ricardo Zonta – 1m36s939

5) JP Mauro/Felipe Fraga – 1m36s942

6) Daniel Schneider/Thomas Preining – 1m36s954

7) Marcus Vario/Dennis Olsen – 1m37s023

8) Sylvio de Barros/Cacá Bueno – 1m37s077

9) Carlos Ambrósio/ Felipe Nasr – 1m37s084

10) Tom Valle/Daniel Serra – 1m37s126

11) Edu Azevedo/Ricardo Maurício – 1m37s144

12) Francisco Horta/Fabio Carbone/Guilherme Reischel – 1m37s158

13) Kreis Jr/Giulio Borlenghi/Lucas Foresti – 1m37s208

14) Marçal Müller/Denis Navarro – 1m37s420

15) Adalberto Baptista/Bruno Baptista – 1m37s534

16) Pedro Queirolo/Clemente Lunardi – 1m37s591

17) Marcel Visconde/Werner Neugebauer – 1m37s653

18) Ramon Alcaraz/Bia Figueiredo/Beto Gresse – 1m37s986

19) Miguel Paludo/Justin Allgaier – 1m38s198

20) Marcelo Stallone/Beto Posses/Rodolfo Ometto – 1m38s712

 

Challenge – Classificação Final

1) Eloi Khouri/Diego Nunes – 1m40s982

2) Tom Filho/Rodrigo Mello/João Gonçalves – 1m41s290

3) Luca Seripieri/Alan Hellmeister – 1m41s479

4) Nando Elias/Rouman Ziemkiewicz – 1m41s948

5) Marcus Peres/Lucas Peres – 1m42s000

6) Rodolfo Toni/Dennis Dirani – 1m42s038

7) Marco Billi/Maurizio Billi – 1m42s124

8) Paulo Totaro/Ronaldo Kastropil/Laszlo Piquet – 1m42s151

9) Ricardo Mendes/Leandro Romera/Alexandre Auler – 1m42s819

10) Mario Chomali/Carlos Ruiz – 1m44s962

 

Challenge – Classificação Grupo A

1) Eloi Khouri/Diego Nunes – 1m40s821

2) Marcus Peres/Lucas Peres – 1m41s598

3) Tom Filho/Rodrigo Mello/João Gonçalves – 1m41s732

4) Paulo Totaro/Ronaldo Kastropil/Laszlo Piquet – 1m42s090

5) Nando Elias/Rouman Ziemkiewicz – 1m42s188

6) Marco Billi/Maurizio Billi – 1m42s249

7) Luca Seripieri/Alan Hellmeister – 1m42s433

8) Rodolfo Toni/Dennis Dirani – 1m42s491

9) Ricardo Mendes/Leandro Romera/Alexandre Auler – 1m44s666

10) Mario Chomali/Carlos Ruiz – 1m45s640

 

Challenge – Classificação Grupo B

1) Luca Seripieri/Alan Hellmeister – 1m40s526

2) Tom Filho/Rodrigo Mello/João Gonçalves – 1m40s849

3) Ricardo Mendes/Leandro Romera/Alexandre Auler – 1m40s972

4) Eloi Khouri/Diego Nunes – 1m41s144

5) Rodolfo Toni/Dennis Dirani – 1m41s585

6) Nando Elias/Rouman Ziemkiewicz – 1m41s709

7) Marco Billi/Maurizio Billi – 1m41s999

8) Paulo Totaro/Ronaldo Kastropil/Laszlo Piquet – 1m42s212

9) Marcus Peres/Lucas Peres – 1m42s403

10) Mario Chomali/Carlos Ruiz – 1m44s284

Leave a Reply

Your email address will not be published.